Recrutamento

Aqui poderá consultar as vagas atualmente disponíveis e submeter a sua candidatura.

As respostas poderão ser efetuadas diretamente através do formulário, ou para o email [email protected]

Médico(a) Pediatra para Missão de Voluntariado Internacional em Madagáscar

Descrição

A AMI é uma Organização Não Governamental (ONG) portuguesa, privada, independente, apolítica e sem fins lucrativos. Desde a sua fundação, a 5 de Dezembro de 1984, a AMI assumiu-se como uma organização humanitária inovadora em Portugal, destinada a intervir rapidamente em situações de crise e emergência e a combater o subdesenvolvimento, a fome, a pobreza, a exclusão social e as sequelas de guerra em qualquer parte do Mundo.

O/A candidato/a selecionado/a irá realizar uma missão de voluntariado internacional num projeto apoiado pela AMI em Madagáscar em parceria com a organização local Change Onlus, que gere um Centro de Saúde em Ampefy-Andasibe, Região de Itasy e distrito de Soavinandriana, localizado a 140 Km da capital Antanarivo.

A parceria é gerida pelo Departamento Internacional da Fundação AMI, em Lisboa, que é responsável pela elaboração, implementação e avaliação de projetos na área da saúde em países em desenvolvimento, que envolvem o envio de equipas expatriadas.

É ainda responsável pela seleção, acompanhamento e avaliação de pequenos projetos de organizações locais financiados pela AMI – numa ótica de capacitação – em diversos sectores como saúde, educação, segurança alimentar, associativismo, entre outros. Este programa designa-se por PIPOL – Projetos Internacionais em Parceria com Organizações Locais – e é no âmbito dos PIPOL que se o/a médico/a seleccionado irá colaborar.

A Change Onlus, por sua vez, é uma organização local de Madagáscar, com quem a AMI mantém uma parceria há vários anos. A organização gere o “Centre Sanitaire St. Paul d’Ampefy-Andasibe” construído em 2014.

O Centro atua em várias áreas de especialidade – medicina dentária, oftalmologia, obstetrícia e pediatria – , sendo que a área de intervenção desta missão será centrada na pediatria.

A Change Onlus reportou à AMI a sua necessidade de integrar temporariamente no Serviço de Pediatria um médico pediatra expatriado com experiência, com o objetivo de colaborar com o mesmo na melhoria de procedimentos técnicos e na capacitação de um médico pediatra local que assegura atualmente o serviço da especialidade sozinho.

Projeto

Reforço do serviço de pediatria e formação do pessoal ao serviço do Centre Sanitaire St. Paul d’Ampefy-Andasibe (Madagascar).

Objetivos da Missão

Devido à presença de várias doenças endémicas na região de Itasy, a Change Onlus Madagascar pretende assegurar um leque o mais completo possível de serviços sanitários básicos e de urgência, de qualidade, a fim de aumentar o impacto da assistência prestada aos pacientes do Centre Sanitaire St. Paul situado no município de Ampefy-Andasibe.

No quadro de alargamento e devido à grande vulnerabilidade das crianças às diferentes patologias da região bem como da taxa muito elevada de malnutrição infantil (quer aguda como crónica), a Associação local considera que o reforço do serviço de pediatria do Centro contribuirá para aumentar o impacto da sua assistência.

As atividades deste serviço são realizadas no próprio Centro, mas também no terreno, em aldeias distantes. Essas atividades são de grande importância para as crianças que aí vivem, privadas de cuidados de saúde primários devido à distância e à falta de meios dos habitantes.

Este serviço é e será também muito mais empenhado no controlo e cuidados da malnutrição infantil nas aldeias.

Em janeiro de 2018, o pediatra do Centro foi transferido. Só recentemente é que uma jovem pediatra aceitou trabalhar no Centro após apenas um ano de trabalho voluntário no Departamento do Hospital Universitário de Antananarivo.

Dada esta situação precária devido à falta de experiência da jovem pediatra, considerou-se indispensável um contributo externo em recursos humanos e em formação por forma a assegurar um serviço de qualidade para combater as numerosas patologias infantis e neo-natais na região.

Face a isto, a AMI irá enviar um pediatra internacional com uma boa experiência para reforçar o serviço de pediatria do Centro. Tal irá permitir uma abordagem metodológica mais performante, em consonância com as melhores práticas utilizadas nessa matéria, e simultaneamente, assegurar uma formação in loco para a jovem pediatra recentemente recrutada a fim de garantir a continuação deste serviço.

Tarefas do Médico Pediatra

Sob a supervisão geral do médico Chefe de Projeto, o pediatra internacional terá como objetivo geral a melhoria da performance do Serviço de Pediatria do Centro, segundo as normas europeias através da sua intervenção direta e, sobretudo, através da formação constante in loco da jovem pediatra nacional recrutada para o projeto.

Mais particularmente, as sua tarefas específicas, sempre em ligação direta com a pediatra nacional no sentido de optimizar a sua formação in loco, serão as seguintes:

– conceção e aprovação dos critérios de performance do serviço de pediatria

– atualização do diagnóstico e tratamento das principais doenças endémicas infantis

– planificação, organização e controlo das atividades de pediatria nas aldeias com recurso a uma clínica móvel

– organização e implementação de campanhas de despitagem e atualização do diagnóstico e tratamento das principais doenças epidémicas infantis (sarampo, « doenças das mãos sujas », bronquiolites, etc.) et doenças endémicas (bilharziose, tuberculose, paludismo, etc.)

– controlo dos protocolos de avaliação do centro nutricional e formação (se necessário) da equipa de nutrição

– domínio dos partos, utilização dos berços térmicos, ventiladores / respiradores e reanimação pós- parto

– assistência aos bebés prematuros e ajuda às mães na amamentação

– diretivas nos planos de vacinação

– elaboração e implementação dos elementos pedagógicos e técnicos de base sobre a formação do pessoal de apoio

– elaboração e implementação dos elementos teóricos gerais de sensibilização da população local

– elaboração de um protocolo de avaliação do seguimento dos resultados

Terão lugar reuniões regulares com o médico generalista/chefe das operações sanitárias do projeto e outras reuniões interdisciplinares durante toda a duração do projeto. Durante esse período, haverá também eventuais trocas de informação com médicos do distrito e outros médicos internacionais em missão pela associação.

Perfil Pretendido

Critérios obrigatórios:

– Licenciatura em medicina

– Especialidade em Pediatria

– Grande experiência em ambiente hospitalar

– Domínio do Francês falado e escrito

– Capacidade de trabalho em ambiente internacional e com equipa local

– Gosto pela área da formação

-Espírito de adaptação em condições difíceis

Critérios preferenciais:

– Experiência de trabalho ou voluntariado em países em desenvolvimento

– Experiência em formação

– Capacidade de integração em ambiente multidisciplinar e trabalho em equipa

– Capacidade de trabalho sob pressão

– Domínio do Inglês falado e escrito

Condições

– O local de missão será no Centro de Saúde.

– Horário Full-time, em conformidade com o funcionamento do Serviço de Pediatria

– A duração da missão será de 3 meses, com partida no dia 15 de Setembro.

– O alojamento será assegurado pela organização Change Onlus nas instalações do Centro de Saúde. Terá um quarto com cozinha e casa de banho.

– O expatriado poderá optar pelo serviço de pequeno-almoço, almoço e jantar, bem como de limpeza do quarto e lavagem de roupas, assegurados pelo parceiro local, pelo valor de 30€ /dia.

– Será assinado um acordo de voluntariado com a AMI, através do qual será assegurado o pagamento de ajudas de custo e subsídio de alimentação, bem como acionado um seguro de viagens e acidentes pessoais no terreno.

– A viagem internacional será assegurada pela AMI.

Processo de Seleção

Os candidatos selecionados serão convidados a realizar uma entrevista na sede da AMI.

O/a médico/a seleccionado/a não tem que estar desvinculado do Hospital / Centro de Saúde onde trabalha. Poderá ser solicitada uma licença sem vencimento. A licença é pedida pela Fundação AMI, após comunicação pessoal do médico na estrutura de saúde sobre viabilidade do pedido.

Os candidatos deverão enviar o seu Currículo Vitae e carta de apresentação para:

Departamento Internacional
Diretora do Dep.: Tânia Barbosa
[email protected]

Estágio Profissional IEFP (m/f) para o Dep. Recursos Humanos

Função

Funções de apoio a:

– Gestão Administrativa de Recursos Humanos: assiduidades, férias, entre outras tarefas
– Elaboração de documentos oficiais;
– Processamento salarial;
– gestão de Processos disciplinares;
– Gestão administrativa de contratos de trabalho;
– Gestão de bases de dados;
– Gestão dos processos individuais;
– Gestão de processos com a Segurança Social;
– Gestão de penhoras de vencimento;
– Elaboração do Relatório Único;
– Elaboração de pareceres jurídicos à Administração;
– Participação em iniciativas de voluntariado da Instituição.

Perfil Pretendido

– Licenciatura em Direito, Gestão de Recursos Humanos, Sociologia, ou similar;
– Aptidão para trabalhos administrativos de Gestão de Recursos Humanos;
– Conhecimentos de informática na ótica do utilizador;
– Capacidade de Multitasking;
– Facilidade de comunicação e capacidade de argumentação;
– Capacidade de trabalho em equipa, de organização e de relação interpessoal;
– Comprometimento com causas humanitárias e espírito de Voluntariado;
– Forte capacidade de resiliência, resistência ao stress, bem como, a condições mais adversas;

Requisitos

– Preferencialmente elegível para realizar para medidas IEFP (mais informações em: www.iefp.pt);
– Disponibilidade imediata.

Condições

Local: Sede da Fundação Assistência Médica Internacional
Horário: 9h00 às 18h00

Candidatura

Os interessados deverão responder através do formulário, ou enviar email para [email protected], anexando CV atualizado e mencionando no assunto a referência: EJA_19

Técnico de Contabilidade (m/f) - Estágio Profissional

Perfil pretendido

– Mestrado na área de Contabilidade, Gestão ou Economia, ou similar;
– Experiência profissional na área será valorizada;
– Inscrição como OCC ou reunir as condições para o fazer;
– Conhecimentos de informática na ótica do utilizador e office 365;
– Preferencialmente com conhecimentos linguísticos;
– Profissionalismo, proatividade e dinamismo;
– Capacidade de resolução de problemas:
– Capacidade de trabalhar em equipa;
– Sentido de responsabilidade e empenho;
– Capacidade para trabalhar sob pressão:
– Espirito humanitário e de voluntariado;
– Capacidade de trabalho em condições potencialmente adversa.

Funções

– Arquivar, numerar, classificar e lançar documentos contabilísticos;
– Apoiar a contabilização das atividades sujeitas a IVA:
– Apoiar a preparação das declarações periódicas de IVA;
– Apoiar a preparação de relatórios financiadores internacionais;
– Participar em atividades de voluntariado da Instituição.

Condições

– Elegível para a Medida de Estágios Profissionais (mais informações em: www.iefp.pt)
– Local: Sede AMI
– Horário: 40 horas semanais

Resposta ao anúncio

Os candidatos deverão responder através do formulário abaixo.

Vigilante (m/f)

Funções

– Apoio aos trabalhadores da Instituição no zelo pela vigilância e segurança do Abrigo;
– Apoio na manutenção da ordem e da limpeza do Abrigo;
– Apoio no serviço de receção e atendimento telefónico;
– Participação nas iniciativas de voluntariado da Instituição.
Requisitos:
– Disponibilidade imediata;
– Disponibilidade para horários e folgas rotativas.

Perfil

– 12º ano de escolaridade ou superior;
– Conhecimentos de Informática;
– Carta de condução;
– Comprometimento com causas humanitárias e espírito de Voluntariado;
– Forte capacidade de resiliência, resistência ao stress;
– Capacidade de trabalho em condições adversas.

Condições

Local: Abrigo Noturno do Porto
Regime: Contrato de Trabalho
Horário: Turnos rotativos

Resposta ao anúncio

Deverá responder preenchendo o formulário abaixo, ou enviando email com CV atualizado para [email protected] com o assunto: “AP_08-18”.

 

Para qualquer questão relacionada com recrutamento, poderá entrar em contacto connosco para o email [email protected] 

 

Envio de candidatura

  • Tipos de ficheiros aceites: pdf, doc, docx, png, rtf.
  • Se não concordar, pode alternativamente candidatar-se por email para [email protected] ou telefonar para o 218 362 100.